Rio Real: Comércio falindo poderá gerar fechamento definitivo de lojas e demissões em massa

Olá, caro leitor!

Com o comércio fechado na cidade de Rio Real, pequenos empresários se veem diante de uma difícil decisão: fechar o negócio e realizar demissão em massa ou contrair dívidas e passar dificuldades ainda maiores do que as que já estão enfrentando.

A maioria dos comerciantes do município dependem das vendas do dia a dia para fechar as contas no fim do mês. É muito triste saber que muita gente que apostou tudo em um pequeno negócio, agora esteja a ponto de desistir. É dolorido e de antemão deixo aqui o meu apoio à classe que mais gera emprego e renda no município (os comerciantes), seja micro, pequeno, médio ou grande. Se tem dinheiro circulando do município, é graças a eles, pois o dinheiro da prefeitura(de nossos impostos) vai todo para fora da cidade.

É impossível não lembrar de que em campanha o prefeito Carroça realizou reuniões com o comércio e fez promessas me melhorias e impulsionamento, criação do cartão servidor, incentivo ao empreendedorismo individual, dentro outras coisas, no entanto tudo fazia parte de seu plano maquiavélico para chegar ao poder, logo, a hasteg deveria ser: #CarroçaNãoVaiFazer.

carroca.

O prefeito vem ignorando o comércio desde o início de sua gestão, sempre realizando as compras por dispensas a empresas de fora da cidade, sendo que 99% dos produtos e serviços contratados são ofertados pelo comércio de nosso município. E agora, justamente no momento em que o comercio mais precisa de uma posição dele, simplesmente dá as costas. Mas para que você entenda tudo que está acontecendo, senta ai que vou te explicar.

Há vários dias os comerciantes tentam conversar com o prefeito pra que encontrem um meio termo entre saúde e economia e flexibilizem a abertura do comércio para evitar a demissão de pais e mães de família. Foram muito criticados, chamados de ambiciosos e mal interpretados por algumas pessoas, principalmente pelo funcionalismo público (que está em casa, mas recebendo vossos rendimentos integralmente) e que nunca tiveram de pagar o salário de alguém, quanto mais sem ter de onde tirar. Então é fácil falar, não é?

Pois bem…

Um grupo de Whatsapp foi criado e tem entre seus participantes boa parte dos comerciantes do município. Ao que parece, o propósito do grupo seria unir e fortalecer o comércio, procurar meios de se ajudar.

Certo dia, um audio circulou nas redes sociais e  teve como protagonista o empresário Walmir Dias, conhecido como WD e também participante do grupo, ouçam:

Depois disso uma reunião foi marcada entre o prefeito e alguns dos representantes do grupo, mas o resultado não foi muito satisfatório. Já neste último sábado, dia 11/04, houve mais uma reunião e o prefeito dessa vez estava acompanhado da secretária de saúde e sua equipe, procurador, polícia militar e vereadores da base de situação, incluíndo os seus mais novos agregados (Ninho de Vivi e Zelito).

O prefeito falou sobre mais um decreto que será publicado, no qual incluirá  2(dois) seguimentos de estabelecimentos que poderão ser abertos: Óticas e Celulares. Foi citada também a proibição de quaisquer tipos de manifestações e o fechamento do comércio por mais 10 dias. Isso frustrou as expectativas dos comerciantes que já não sabem mais o que fazer, pois estão sacrificando seus comércios em vão, uma vez que não existe fiscalização efetiva no município, nem nas fronteiras (entra e sai quem quer) e se o vírus ainda não está aqui, poderá ser trazido por alguém.

Em farmácias, supermercados, lotérica, bancos, feira livre e nas ruas, as pessoas estão aglomeradas aos montes, como se não existisse pandemia, o que mostra um total descontrole, despreparo, insensibilidade e irresponsabilidade do prefeito e sua equipe. Mas que também nos levanta o seguinte questionamento: será que em nenhum desses comércios abertos as pessoas não correm o mesmo risco? Qual a diferença entre a pequena loja de “Dona Maria” e a Casa Lotérica, se na loja de “Dona Maria” no máximo estará atendendo 1(uma) ou 2(duas) pessoas? Será que as reuniões do prefeito não teriam mais aglomeração do que a loja de “Dona Maria”? Veja:

Após a reunião, o empresário Walmir Dias desabafou com outro audio, ouçam:

O procurador do município parece ter tomado as dores do prefeito e publicou em seu perfil do facebook:

WhatsApp Image 2020-04-09 at 23.40.03

Hora! Par mim está claro que todo esse caos está sendo gerado pelo próprio prefeito e vossas senhorias incompetentes que estão ao redor. É muito fácil para o procurador que recebe R$ 7.000,00 (sete mil reais) enquanto está em casa assistindo Netflix, da mesma forma que o prefeito, qual recebe seus R$ 20.000,00 (vinte mil reais) que faça chuva ou faça sol, mas e quem depende do trabalho do dia a dia? E quem precisa vender o salgado hoje para comprar os ingredientes de amanha?

Bom…

Alguns comerciantes já tomaram a iniciativa de entregar os pontos alugados e fechar os seus estabelecimentos, enquanto  outros realizarão demissões de funcionários.

Enquanto prefeitos de outros municípios buscam meios de flexibilizar a abertura do comércio, segundo informações de uma fonte a qual confio muito, Carroça disse em reunião com seus agregados, que é bom a cidade parada e os setores da prefeitura fechados, pois assim consegue economizar e fazer sobrar dinheiro em caixa. Para que ele quer esse dinheiro em caixa eu deixo que você mesmo descubra.

Vale ainda salientar, que o governo liberou para Rio Real,  recursos no valor de R$ 200.956,80 (duzentos e noventa e seis mil e oitenta centavos) do PNAE – Alimentação Escolar, para serem utilizados na compra de alimentos para os pais dos alunos de toda rede escolar, e mais de R$ 318.000,00 (trezentos e dezoito mil reais) em verba extra para combate ao coronavirus, totalizando mais de meio milhão somente para esse mês, ou seja: é apenas uma das parcelas. Ainda que em Rio Real não tenhamos nenhum caso, esse investimento faz-se necessário para que o município esteja preparado. Mas o que o prefeito está fazendo além de superfaturar dispensas?

O prefeito não fez nenhuma nota ou publicação informando à população sobre estes valores e manteve-se quietinho achando que ninguém saberia. Estranho, não é? Porque será que em vez de montar minúsculas cestas básicas de R$ 60,00 (sessenta reais) e publicar nas redes sociais, o prefeito não usa esse dinheiro para comprar cestas básicas de verdade para os pais dos alunos? O que ele está esperando? O desemprego e a fome está ai na cara de todos nós, vamos prefeito, faça alguma coisa, seja útil!

Esse é o prefeito que levantaria o comércio e faria você sorrir, mas acredito que neste momento você está querendo chorar! Eu sempre soube que o único intuito da família sempre foi estar no poder pelo poder e se beneficiando do erário público, como sempre fizeram.

Se você quer saber mais sobre essa história dos comerciantes, acompanhe o Instagram que eles criaram ComerciodeRioReal.

Prefeitura Municipal de Rio Real
Repetindo erros na mesma história!

2 comentários em “Rio Real: Comércio falindo poderá gerar fechamento definitivo de lojas e demissões em massa

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: