O Laranja na Terra da Laranja

Prefeitura Municipal de Rio Real comete crime de improbidade administrativa.

De acordo com o Art. 9º – Não poderá participar, direta ou indiretamente, da licitação ou da execução de obra ou serviço e do fornecimento de bens a eles necessários:

I – o autor do projeto, básico ou executivo, pessoa física ou jurídica;

II – empresa, isoladamente ou em consórcio, responsável pela elaboração do projeto básico ou executivo ou da qual o autor do projeto seja dirigente, gerente, acionista ou detentor de mais de 5% (cinco por cento) do capital com direito a voto ou controlador, responsável técnico ou subcontratado;

III – servidor ou dirigente de órgão ou entidade contratante ou responsável pela licitação.

Vocês poderão tirar suas conclusões com base nos audios e imagem que deixarei logo abaixo.

Segundo o vereador Bráulio Patrício, foi realizada uma dispensa de licitação em nome de Edson de Jesus Barreto (foto em anexo do resumo do contrato) com finalidade de repasse deste pagamento para um funcionário público, já que não é permitido por lei que o mesmo participe de processos de licitações e dispensas. (Êeeee povo sabido)

Subentende-se que o Sr. Edson de Jesus Barreto, foi usado como laranja para realização de pagamento de “serviços prestados” pelo profissional conhecido como Ed Moreno (Funcionário Público). Percebe-se que a secretária de administração Sra. Regivânia Mara dos Reis Fonseca, sabia a quem estavam contratando, certo? (hummmmm)

O fato interessante é que a vereadora e primeira dama, Maria do Socorro, que solicitou espaço na emissora para defender e justificar o ocorrido, mostrando-se nervosa, entrou em contradição com os envolvidos (comprove nos audios), onde a mesma afirmou que as locuções (serviços) estavam sendo realizados, mas o próprio envolvido, afirmou não estar (confirme nos audios).

Mas pera lá, a vereadora não deveria apurar os fatos e investigar juntamente com os demais vereadores?. Então porque a mesma está mais preocupada em defender?. Ahh entendi, neste momento ela não está sendo vereadora, apenas primeira dama. (Êeeee povo sabido)

Outro fato interessante é que a mesma também afirmou, que não tinha conhecimento dos fatos, mas é interessante uma primeira dama e vereadora, não saber quem são os profissionais contratados para realizar serviços para o Prefeito, quando a mesma estava presente na sala e por se tratar de pessoas super conhecidas em nosso município.

É óbvio que a prefeitura sabia o que estava fazendo, uma vez que quem estava recebendo o pagamento não estava realizando o serviço, e nem mesmo quem estava recebendo também (confirme nos audios).

Se o prefeito é tão correto quando se diz ser, eu o desafio a aceitar uma CPI. Quem não deve não teme.

Para onde está indo esse dinheiro, já que os serviços não estão sendo realizados segundo o contratado?
Aguardaremos providências por parte da câmara municipal.

Tire suas próprias conclusões com base nos fatos.
Prefeitura de Rio Real – Construindo uma nova história. Só que não!

Endereço para os audios – https://www.4shared.com/…/Caso_Improbidade_Administrativ.ht…

 

Após a realização da denúncia, a Prefeitura Municipal de Rio Real, realizou a rescisão do contrato conforme imagem abaixo:

Desse jeito fica difícil, Sr prefeito. Onde está a tão falada moralidade da família 11?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑